O que a
Prefeitura fez?
No início de 2016, a prefeitura de Campinas resolveu exigir um documento de autorização para os blocos de rua do nosso carnaval.

Entretanto, essa ação era inconstitucional porque feria a liberdade de expressão dos campineiros e campineiras. Os blocos são manifestações culturais que não podem ser cerceadas com pedidos de alvará. Até hoje, a negociação entre Prefeitura e blocos é complicada, mas a comunidade se mexeu e tem carnaval sem alvará!



O que os blocos
de Barão fizeram?
Deram um show! De pressão, participação e democracia. Os blocos de Barão se articulavam já há dez anos para informar ao poder público tudo que era necessário: caminhos, apresentações e expectativa de público... Em 2016, não foi diferente. Haviam apresentado tudo em novembro de 2015 e a Prefeitura esperou até duas semanas antes do carnaval pra inventar o pedido de alvará.

Os blocos mostraram em menos de duas semanas que espaço público é público pra Secretaria de Cultura e deram um exemplo de articulação e mobilização! Além disso, contaram com o apoio fundamental do Zabobrim, que ensinou pra Prefeitura uma coisa ou outra sobre essa história de 'Al-Vará'!


OS 300 DE BARÃO!

Brincadeiras a parte, os blocos de Barão fizeram uma Panela de Pressão para ajudar a pressionar o Secretário de Cultura, Ney Carrasco, e o prefeito, Jonas Donizette, a abandonarem a ideia de se pedir alvará pro pessoal se manifestar na rua. 300 campineiros e campineiras apoiaram e mandaram seus emails pro poder público se tocar e deu certo!





VITÓRIA DOS
BLOCOS DE BARÃO!
Teve carnaval sem alvará.
A esperança equilibrista
sabe que o show de todo artista
tem que continuar!
Minha CampinasCriado por Minha Campinas usando o BONDE